Sede Bioarea

Reforma de edificação comercial 

em Porto Alegre - RS

Execução por Gerenciamento

Cliente

Bioarea - Soluções Ambientais

 

Ano

2015

Área

220,00 m²

 

Projeto Arquitetônico

Integra Studio

Fotografia

Marcelo Donadussi

 

 

 

 

 

O projeto consiste na reforma de uma residência degradada para a implantação do escritório da BIOAREA, empresa especializada em licenciamento e consultoria ambiental. O objetivo era viabilizar uma obra de orçamento reduzido com soluções sustentáveis que seguissem o conceito da empresa.  

 

Desativada, a casa encontrava-se em situação de abandono, com diversas patologias construtivas, problemas de infiltração, instalações prediais inoperantes, sem condições de habitabilidade. Existia a dúivida da equipe sobre o que poderia ser mantido. Dessa forma, o projeto teve início a partir de uma avaliação da estrutura existente e do nível de intervenção a ser executado.

 

A estrutura principal e as alvenarias externas foram mantidas. O contrapiso, acabamentos internos e telhado tiveram de ser refeitos. Optou-se por manter a utilização de telhas de barro aparentes buscando uma conexão com a linguagem arquitetônica do bairro, predominantemente residencial. 

 

EDIFICAÇÃO ANTERIOR A REFORMA

A fim de organizar o layout dos espaços de trabalho algumas paredes internas foram demolidas e outras executadas em drywall, criando espaços integrados. Visto que as instalações elétricas e hidráulicas estavam sem condições de reaproveitamento, novas foram executadas de forma aparente, sem a necessidade de perfurar paredes.

Na fachada principal buscou-se, através do uso de painéis de madeira grápia, estabelecer uma imagem conectada com a atividade da empresa.  As demais fachadas, após retirado seu reboco externo, ficaram com os tijolos da construção original aparentes. As esquadrias de ferro existentes foram reutilizadas após restauração e novas aberturas foram criadas, seguindo a mesma linguagem das demais, promovendo ampla iluminação natural nos ambientes de trabalho. 

 

O antigo recuo de jardim foi revestido com piso permeável de blocos de concreto, constituindo espaço para estacionamento de visitantes. No piso do pátio interno foram utilizados retalhos de basalto. 

A expertise do cliente, composto por uma equipe de biólogos e engenheiros ambientais, contribuiu para a definição das espécies vegetais introduzidas no paisagismo. As árvores existentes foram mantidas. No quintal, a antiga piscina foi aterrada e transformada em uma horta orgânica cultivada pelos funcionários da empresa.